Comprar ou alugar imóvel: o que é mais vantajoso financeiramente?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
comprar ou alugar um imóvel

Por ser parte do sonho de grande parte dos brasileiros, comprar ou alugar imóvel continua gerando muitas dúvidas. Atualmente, com nove quedas consecutivas da Selic e o Banco Central mantendo a taxa básica de juros a 2%, o financiamento de imóveis ficou mais acessível para a população. Mesmo assim, será que essa diminuição é suficiente para comprar um imóvel?

De acordo com dados da OLX Brasil, a procura por imóveis aumentou 15% no segundo trimestre de 2020 no país, em comparação ao mesmo período de 2019. As compras tiveram crescimento de 21%, enquanto o aluguel cresceu apenas 7%. Esse aumento pode ser explicado pelo coronavírus, pois o aumento de pessoas trabalhando em casa fez com que a demanda por espaços maiores crescesse. 

Se você está pensando em comprar ou alugar imóvel, está lendo o texto certo. Aqui, você vai aprender tudo que precisa sobre o assunto e ter acesso às melhores dicas. Confira! 

Vale mais a pena comprar ou alugar imóvel?

Essa é a pergunta que não quer calar, não é mesmo? Mas, não existe resposta certa para essa questão. Tudo vai depender da sua realidade financeira e dos seus objetivos. 

Levando em consideração apenas o mercado financeiro atual, temos baixas taxas de juros imobiliários. Por isso, comprar imóveis hoje está mais fácil. Para exemplificar, a cada 1% de baixa nas taxas de juros, mais de um milhão de pessoas passam a ter renda suficiente para comprar um imóvel, o que gera aumento de vendas. 

Devido às taxas de juros baixas e as novas modalidades de financiamento, o valor da prestação também é muito próximo ao valor do aluguel. 

Para aqueles que querem investir em imóveis para alugar, a receita de aluguel também é muito importante. Isso porque, hoje em dia, ela pode ser maior do que muitos investimentos de renda fixa e ainda pode levar em consideração a valorização do imóvel. 

Por outro lado, morar de aluguel também pode oferecer vantagens em algumas situações, como aqueles que não pretendem morar anos no mesmo local, por exemplo. 

Para que essa escolha seja realmente vantajosa, é necessário escolher um imóvel que o valor da locação, IPTU, condomínio e demais taxas não excedam seu orçamento, ou seja, não ultrapassem de 20% a 30% da renda familiar. 

Independente da sua escolha, ela deve ser tomada depois de uma longa pesquisa. Por ser uma decisão muito importante, lembre-se de que ela leva tempo. Por isso, pense bem na melhor localização para o seu estilo de vida, configuração da planta, áreas comuns nos casos de apartamentos, serviços inclusos no condomínio, despesas do imóvel, entre outras questões importantes. 

Comprar o imóvel na planta é uma boa opção?

Se você não precisa de um local para morar com urgência, comprar na planta pode ser uma boa opção. Para aqueles que também querem que o imóvel valorize ainda mais depois da planta, vale a pena analisar essa questão também. 

Porém, é importante ressaltar que as parcelas mensais e anuais vão sofrer ajustes. Além disso, a obtenção do financiamento sempre está relacionada à renda familiar. 

Por isso, é importante se atentar no contrato de financiamento, pois o custo final do imóvel será corrigido de acordo com a inflação e com os juros determinados no contrato. 

É melhor juntar dinheiro para pagar o imóvel à vista ou para financiar?

Assim como qualquer outro bem, comprar um imóvel à vista pode te trazer benefícios, como descontos, além de evitar dívidas. Mas, por ser um valor bem elevado, são raros os casos onde a pessoa tem o dinheiro para comprar o imóvel. 

Como já mencionamos no texto, este é um bom momento para quem precisa financiar o imóvel, pois as taxas de juros estão favoráveis. Porém, vale a pena reforçar a importância de analisar o valor final do imóvel na tabela de simulação. Lá, serão destacadas todas as parcelas e seus respectivos juros incidentes, além do valor final do imóvel. 

Nesse caso, a melhor solução é dar o maior valor de entrada possível e financiar o restante do imóvel. Dessa forma, você conseguirá minimizar os gastos no futuro sem abrir mão da oportunidade. 

Vale a pena comprar ou alugar imóvel das plataformas online?

Devido a pandemia, muitas coisas que costumávamos fazer fora de casa começaram a ser feitas online, comprar ou alugar imóveis por exemplo. Essa é uma prática comum e segura, mas que também demanda alguns cuidados. 

A busca pelos menores preços deve ser feita, mas desconfie quando se deparar com um valor muito abaixo do normal para a região. 

É comum que os anúncios estejam associados a corretores de imóveis ou imobiliárias, o que pode ser benéfico para sua tomada de decisão. 

Depois de procurar pelos imóveis, pesquise os endereços daqueles que você mais gostou para analisar se as descrições do vendedor batem com as informações que você encontrou na internet. 

Também é importante visitar o imóvel antes de comprá-lo ou alugá-lo. Visite mais de uma vez e faça isso em horários diferentes para analisar a entrada de luz solar no imóvel, como funciona o trânsito na região, entre outras questões importantes. 

Quem pretende contratar um financiamento com um banco, talvez seja interessante obter o valor do crédito antecipadamente para agilizar o processo de compra. Analise todas as suas opções e escolha a melhor delas para o seu bolso. 

Por último, mas não menos importante, peça todas as certidões do proprietário e do imóvel, como a matrícula e o IPTU. Assim, você terá certeza de que não tem nenhuma pendência financeira que te impeça de fechar negócio.

Pronto para comprar ou alugar imóvel? Para continuar vendo dicas de como se planejar financeiramente para o futuro, fique atento aos conteúdos do Blog da DTRADERS!